sexta-feira, 17 de julho de 2009

Feito a mão

Além do conjunto arquitetônico barroco da cidade, outra parte da cultura de Ouro Preto que sobressai é o artesanato. Todas as ruas do centro histórico estão cheias de lojinhas. As duas principais "iguarias" artesanais da cidade são as jóias em pedras preciosas e as esculturas e vasos em pedra sabão.

A cultura de fabricar peças com esses materiais vem desde o século XVIII. Quanto às pedras preciosas, Ouro Preto não tem esse nome a toa: em 1823 a cidade ganhou esse nome devido ao ouro escuro que é encontrado na cidade. Essa coloração se deve a uma camada de óxido de ferro que cobre o metal. A diversidade de jóias em Ouro Preto se deve à diversidade de pedras encontradas na região: ouro (dããã), hematita, turmalina, granada, moscovita, topázio, entre outras. O topázio imperial, o topázio mais valioso do mundo, não é encontrada em outro lugar no mundo que não em Ouro Preto.

Já a pedra sabão começou a ser utilizada para a fabricação de panelas, também no século XVIII. Mais tarde ela foi utilizada para produzir esculturas. As peças são, até hoje, exportadas para a Europa e os EUA.

Além das várias ruelas de Ouro Preto com suas varias lojinhas de artesanato, há uma feira de artesanato no centro da cidade. Há de tudo: das maiores às menores peças. Não se encontra muito na feira, porém, pedras preciosas nem esculturas de cabaça.



DICAS DE COMPRA:
- Se encontrar alguma coisa que tenha gostado muito em uma loja mas achar muito caro, vá em outra. Há peças parecidas em vários lugares.
- Pechinche muito, principalmente na feira. Você pode dizer “a moça aqui do lado faz mais barato” e esperar o atendente diminuir o preço para você (é uma dica, não é infalível)

Nenhum comentário:

Postar um comentário