sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Pelo Circuito das Águas: São Lourenço

No post passado eu avisei: não vá ao Parque das águas de caxambu mais de três vezes porque o passeio enjoa. Disse com conhecimento de causa pois foi uma experiência pessoal. Assim, já no segundo dia da nossa viagem nos mandamos para outra cidade: São Lourenço, a 37 km de Caxambu.

(Foto de Célio Ferraz. Retirada desse link)

O clima de São Lourenço é bastante diferente. Apesar de ser um município com a metade do tamanho de Caxambu, sua população é quase o dobro. A cidade é bem mais cheia e badalada (levando em conta o que significa “badalação” em uma cidade pequena). Isso se deve ao fato de São Lourenço ser a cidade pólo do Circuito das Águas e ter o turismo como principal fonte de renda. Em épocas festivas a cidade enche e todo fim de semana chegam ônibus com turistas de várias regiões, principalmente dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

É por isso que a infra-estrutura local é bem avançada para uma cidade com apenas 52,7 km². Há uma grande e variada opção de hotéis e um comercio bastante desenvolvido: era domingo e as ruas estavam cheias, lojas e mais lojas abertas. Além do comércio diário há também uma feirinha de roupas do lado direito de quem sai do Parque das Águas da cidade.



























(A primeira é uma amostra da cidade. Essa fonte fica em um quarteirão fechado, cheio de bares. Ao fundo um dos prédios mais bonitos da cidade, tudo culpa dos seus azulejos coloridos à la sul do Brasil. A segunda é uma foto da feira)

Assim como Caxambu, o Parque é o principal ponto turístico da cidade. Há nove fontes de águas com diferentes propriedades. A novidade fica para a fonte Jayme Sotto Maior. Nela não se bebe, se cheira: um tubo que exala vapores sulfurosos fica a disposição dos que querem melhorar rinites e sinusites. No Parque há lojas, um grande playground para crianças, balanços, lojas, restaurantes, uma capelinha, espaço para andar de patins, pistas de bocha (que curiosamente estão sempre cheias), quadras, um grande lago com pedalinhos e barcos e um balneário para banhos e massagens relaxantes.















.
São Lourenço tem outras atrações que vão além do Parque (aí sim, uma grande diferença com Caxambu). Há o teleférico, o Trem das Águas, uma locomotiva a vapor que vai até o município de Soledade de Minas e, para mim o mais curioso, o Templo da Eubiose. A Sociedade Brasileira de Eubiose tem 4 templos no país, sendo o de São Lourenço o 1º e principal. A Eubiose é uma filosofia que procura a harmonia entre o ser humano e o ser divino. "Destina-se a formar as lideranças que conduzirão os homens na Era de Aquárius", iteressante não?! Lá também é uma Escola de iniciação, aberta a todos. Quem sabe da próxima vez não me aventuro por essa bandas?

Nenhum comentário:

Postar um comentário